AI pode definir um novo momento para patentes no Brasil, e os parceiros INPI e CAS trabalham em prol dessa evolução.

Uma das temáticas da 34ª edição do Congresso Internacional da Propriedade Intelectual da Associação Brasileira da Propriedade Intelectual (ABPI) será a inteligência artificial como ferramenta para acelerar o exame de patentes no Brasil.

Para falar do assunto, Liane Elizabeth Caldeira Lage, Diretora de Patentes, Programas de Computador e Topografias de Circuitos Integrados do INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial), fará parte do painel ‘Patentes: tendências tecnológicas e paradigmas de exame’, que acontecerá na terça-feira, dia 27, às 10h00, para falar sobre as atuais medidas do INPI para reduzir o backlog com o auxílio da inteligência artificial.

“O INPI está trabalhando para otimizar cada vez mais o exame de patentes. Nesse sentido, a inteligência artificial é um elemento fundamental, que é o foco da parceria com o CAS”, reforça a palestrante Liane.

O CAS (Chemical Abstracts Service), divisão da American Chemical Society especializada em soluções de informação científica, apoia o INPI nessa iniciativa, trabalhando em conjunto na colaboração técnica para solucionar a problemática. Denise Ferreira, diretora do CAS no Brasil, acompanhará o congresso e as apresentações do painel, reforçando ainda mais a parceria entre o INPI e o CAS.

Serviço: XXXIX Congresso Internacional da Propriedade Intelectual

Painel 8 – 27 de agosto de 2019, das 10h00 às 11h30

Tema: Patentes: Tendências tecnológicas e paradigmas de exame

Local: Windsor Convention & Expo Center, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro.

Clique aqui para mais informações.

O CAS, uma divisão da American Chemical Society, firma parceria com organizações de P&D para fornecer insights científicos que os ajudam a planejar, inovar em proteger suas inovações e prever como novos mercados e oportunidades evoluirão. Pesquisadores científicos, profissionais de patentes e líderes de negócios em todo o mundo, nos setores comercial, acadêmico e governamental, confiam em nossas soluções e serviços para aconselhar descobertas e estratégias. Faça uso de nosso conteúdo incomparável, tecnologia especializada e experiência humana ímpar para personalizar soluções que darão à sua organização uma vantagem competitiva quando se trata de informações. Ninguém sabe mais sobre informações científicas que o CAS.

Denise Ferreira é diretora do CAS (Chemical Abstracts Service, divisão da American Chemical Society especializada em soluções de informação científica) no Brasil.

Com informações do Jornal Preliminar


26 de agosto de 2019|Notícias|
Ir ao Topo