O INPI apresenta nesta terça-feira, 23 de julho, duas novidades para seus usuários: a nova Revista da Propriedade Industrial (RPI) de marcas, mais fácil de visualizar e entender os despachos, e a busca web de marcas, patentes, desenhos industriais e, agora, programa de computador. Além de acrescentar o software, ela passou a apresentar mais informações ao cidadão.

A RPI de marcas já está disponível nos formatos PDF e XML. A RPI de patentes continua sendo acessada em modelos PDF e TXT. Para acessar as Revistas desta semana, cujo número é 2220, clique aqui. Se preferir o acesso direto à RPI de marcas, useeste link.

A nova RPI de marcas trará várias mudanças para tornar o acesso mais simples: os despachos serão agrupados por tipo (exemplo: notificação de uma oposição contra um pedido) e haverá explicações sobre como proceder em cada caso (na mesma situação, o texto informa o que é uma oposição e o que o usuário deve fazer para respondê-la). Além disso, o modelo visual evoluiu e os despachos estão em forma de textos e não códigos. A Revista de marcas agora passará a ter os formatos PDF e XML (este último substitui o antigo TXT e terá os códigos de despacho).

Mudanças na busca

Neste contexto, o sistema de buscas também mudou. A partir de agora, a busca incluiu um novo serviço (programa de computador), passou a apresentar o histórico de petições e a comprovação de pagamento, além das datas para pagamento de quinquênios (para desenho industrial). Caso surja uma mensagem do navegador sobre certificado de segurança, basta prosseguir. O ambiente é seguro. Os usuários podem optar por entrar com seus logins do sistema e-INPI ou podem seguir apenas clicando em “Continuar”.

Para conferir o novo sistema de buscas, clique aqui.