Se o seu trabalho é aprimorar o visual de carros e deixar seus donos satisfeitos, com certeza você sabe o quanto é importante manter um trabalho sério para fidelizar clientes e ter credibilidade no mercado. Seu nível de qualidade agrega valor à imagem da sua empresa. Imagine, um dia, ter que trocar o nome ou logotipo da sua empresa, e perder toda a reputação conquistada?

Para não passar por isso, previna-se registrando o nome e logotipo da sua empresa de estética automotiva como marca.

Neste artigo, você vai entender qual é a relação entre o crescimento desse mercado e a importância do registro de marca.

Estética automotiva: mercado que vem crescendo no Brasil e no mundo

São vários os nomes e os serviços relacionados ao mercado da estética automotiva:

  • car care (“cuidados com o carro”, em inglês)
  • car detailing (“detalhamento do carro”)
  • car polishing (“polimento do carro”), ou simplesmente polimento automotivo
  • car plotting (“plotagem de carros”), ou simplesmente plotagem ou envelopamento automotivo
  • embelezamento automotivo
  • e vários outros.

Esse é um mercado muito amplo e que não deixa de crescer. Afinal, as possibilidades de negócio se expandem conforme surgem novos produtos, procedimentos e tecnologias para conservar, recuperar ou melhor a aparência de um carro.

Com o crescimento do mercado, cresceram também as práticas de concorrência desleal, levando concorrentes a se aproveitarem da reputação criada por empresas consolidadas no mercado.

Como uma empresa de estética automotiva divulga e protege sua reputação no mercado

O profissionalismo e qualidade técnica são fundamentais para criar uma reputação no mercado de serviços de estética para carros.

E como proteger essa reputação? Existem várias ações para divulgar e reforçar a imagem de uma empresa no mercado, na área da comunicação, marketing, e também jurídica.

A legislação de Propriedade Industrial permite que um nome, símbolo ou logotipo misto se torne uma marca registrada, por meio do registro no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI). Esse é um procedimento fundamental para munir a empresa de direitos e argumentos jurídicos para defender sua imagem, reputação e seu nome.

Inclusive, é também uma medida de prevenção contra concorrentes de má-fé.

O Brasil usa o sistema de marca atributivo, o que significa que quem pedir o registro de uma marca primeiro, ganha os direitos sobre ela.

Sendo assim, quem não registra a marca que criou corre o risco de ela ser registrada por terceiros. E se isso acontece, o criador da marca pode ser coagido a parar de usá-la, sob pena de responsabilização legal.

Registrando a marca de uma empresa de estética automotiva

O registro do nome empresarial na Junta Comercial não protege o nome fantasia, ele não tem essa função.

A alternativa dada pela lei para adquirir direito de exclusividade sobre um nome é o registro de marca expedido pelo INPI. Inclusive, esse registro também pode ser solicitado para proteger o logotipo completo, com nome e elementos visuais.

O registro é composto de algumas etapas, e costuma durar no mínimo 6 meses.

O procedimento pode ser realizado por qualquer pessoa com acesso à Internet, por meio do sistema digital do INPI. Porém, é recomendável que seja conduzido por um profissional da Propriedade Industrial, pois o procedimento segue regras definidas em lei e atos administrativos no INPI, que o solicitante precisa conhecer.

Comece realizando uma busca de anterioridade!

Confira se já existe algum registro da marca que você deseja registrar.

A Direção Marcas e Patentes é uma empresa de assessoria em registros de marca, cadastrada no INPI e atuante há mais de 20 anos. Podemos realizar uma busca de anterioridade gratuitamente para você.

Para conversar com um de nossos especialistas em Propriedade Industrial, salve o nosso número no Whatsapp ou ligue: 0800-728-7707

Site: https://direcaoconsultoria.com.br

E-mail: sac@direcaoconsultoria.com.br