Franquia x Licenciamento

Fonte Imagem: UNPLASH

Criar uma marca e um modelo de negócio totalmente novos pode ser muito empolgante. Mas também existem muitas vantagens em trabalhar com um negócio já consolidado no mercado. Duas formas de fazer isso são: a franquia e o licenciamento de marca.

Apesar de serem parecidas, a franquia e o licenciamento de marca são situações jurídicas diferentes. Para decidir qual das duas é melhor para você, é preciso entender o perfil de cada modalidade e quais direitos vêm com cada uma delas.

Neste artigo, você vai entender a diferença entre franquia e licenciamento de marca.

Acompanhe!

O que é franquia

A franquia é um modelo de negócio no qual uma empresa, titular de um registro de marca, concede a outras empresas o direito de usar essa mesma marca e reproduzir características do negócio, usando seu know how e contando com manuais, cartilhas e outras orientações.

Se o franqueador também for titular de outros direitos de Propriedade Intelectual (direitos autorais, patentes, desenhos industriais etc), eles também são transferidos para que os franqueadores usem da mesma forma.

Dessa forma, as empresas franqueadas usam o mesmo nome e identidade visual que a empresa franqueadora, vendem os mesmos produtos ou prestam os mesmos serviços, seguem as mesmas diretrizes.

Comprar uma franquia pode ser um excelente negócio, pois o franqueador está se beneficiando de todo um modelo de negócio, imagem e reputação já construídos e consolidados por outra empresa.

 

Confira também o nosso artigo:

Descubra todos os benefícios de obter uma franquia

 

O que é licenciamento de marca

O licenciamento de marca é uma operação jurídica na qual o titular de uma marca vende os direitos de outra pessoa usar essa marca.

No entanto, as semelhanças com a franquia param por aí.

Diferente da franquia, o licenciamento não é uma forma de ter uma empresa “gêmea”. O licenciado não recebe tanto suporte do licenciador da mesma forma que o franqueado recebe do franqueador.

Por um lado, isso é bom, pois dá mais autonomia para o licenciado. Por outro lado, o licenciado não “pega carona” no sucesso do licenciador como acontece nas franquias. Então, precisa construir sozinho a sua reputação no mercado.

 

Registre sua marca para poder franquiar ou licenciar

Independente de você querer começar uma franquia ou licenciar a sua marca, há uma coisa essencial que deve ser feita: o registro da marca no INPI.

O registro da marca confere ao seu titular uma série de direitos, entre eles, o direito de licenciar uma marca. Por isso, para realizar uma operação de franquia ou licenciamento de forma lícita, primeiramente é preciso ter o registro da marca, e depois, fazer um contrato no qual especificam-se os direitos de uso.

 

Este é um artigo informativo e não substitui uma consultoria jurídica ou empresarial. Porém, estamos à disposição para te auxiliar na proteção da Propriedade Intelectual que é necessária para a franquia ou licenciamento.

A Direção Marcas e Patentes atua há mais de 20 anos no mercado de Propriedade Industrial. Assessoramos pessoas e empresas em registros de marca, averbação de contratos e muito mais.

Fale conosco pelo telefone ou Whatsapp: 0800-728-7707

Site: http://direcaoconsultoria.com.br

E-mail: sac@direcaoconsultoria.com.br

Compartilhe esse post!


Ir ao Topo