LGPD Proteção de Dados - Registre a sua Marca

Fonte Imagem: Adobe Stock

Em vigor desde setembro de 2018, a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) estabelece que as empresas têm o dever de zelar pela proteção dos dados pessoais de seus clientes, e só colher dados mediante autorização.

Porém, algumas empresas não respeitam essa Lei. Entre elas, estão as empresas que aplicam golpes de marca.

São empresas que vasculham nomes de marcas, telefone e e-mail de pessoas na Internet, para se passarem pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) e arrancarem dinheiro de quem está registrando a marca.

Neste artigo, você vai entender por que esses golpes acontecem e como escolher uma empresa idônea para prestar assessoria no registro da sua marca.

 

Golpe de marca: por que isso acontece?

Existem empreendimentos clandestinos que pesquisam nomes de empresas e marcas na Internet, e criam toda uma estrutura para enganá-las e tentar obter dinheiro delas, passando-se pelo INPI (órgão federal de registro de marcas e patentes).

Muitas vezes, a empresa nem é uma empresa de verdade, nem tem registro na Junta Comercial, ou é uma empresa de fachada.

Também podem ser apenas indivíduos ou grupos de pessoas que se juntam para aplicar golpes, usando dados de pessoas e marcas que encontram na Internet ou em bancos de dados adquiridos de forma ilícita.

As empresas ou pessoas golpistas usam essas informações fora dos termos permitidos por lei, cruzando com outros dados para ir atrás das pessoas, enviando boletos fraudulentos ou avisos de que vão perder sua marca.

Como o titular não tem conhecimento do procedimento de registro de marca, vê o seu nome e acaba acreditando.

Tome cuidado!

Muitas vezes, a fraude é tão evidente que a empresa aplicadora do golpe cobra uma taxa que já foi até paga.

Como escolher a melhor empresa de registro de marcas e evitar o golpe de marca

  • Se você já tem uma empresa cuidando do seu registro de marca, entre em contato com ela antes de pagar o boleto duvidoso ou fazer a transferência bancária.
  • Se ainda não contratou uma empresa, faça uma boa pesquisa antes de escolher a empresa certa.
  • Decidir apenas pelo preço pode ser uma roubada, pois as empresas golpistas podem cobrar mais barato a fim de “fisgar” clientes desavisados.
  • Ao escolher uma empresa de assessoria para registrar sua marca no INPI, pesquise há quanto tempo esta empresa está no mercado.
  • Empresas golpistas costumam abrir e fechar mais rapidamente, pois quando são descobertas, precisam mudar de nome ou de quadro societário.
  • Se quiser ir mais além em sua pesquisa, observe as redes sociais da empresa e pesquise as credenciais dela: ela é cadastrada como escritório procurador no INPI? Ela tem algum selo, tem parceiros, tem uma lista de clientes?
  • Por fim, ligue para a empresa! Procure saber se existem pessoas de verdade trabalhando nela.

Sobre a Direção Marcas e Patentes

A Direção Marcas e Patentes está no mercado há mais de 20 anos, é cadastrada como escritório procurador no INPI. Nosso diretor, Carlos Eduardo Gomes da Silva, é advogado, agente da Propriedade Industrial e membro da Associação Brasileira dos Agentes da Propriedade Industrial – ABAPI.

Temos uma equipe de consultores e parceiros em todo o Brasil e estamos à disposição para tirar suas dúvidas.

 

Para conversar com um de nossos especialistas em Propriedade Industrial, salve o nosso número no Whatsapp ou ligue: 0800-728-7707

Site: http://direcaoconsultoria.com.br

E-mail: sac@direcaoconsultoria.com.br

Compartilhe esse post!


Ir ao Topo