Escolher o nome do seu negócio ou produto é uma das etapas mais importantes. Neste momento, é comum surgirem inúmeras ideias que podem ou não representar a imagem que se deseja transmitir. Em alguns casos, chega-se a sugestões excelentes, porém que já foram aplicadas por outras empresas.

Apesar da dificuldade, vale a pena investir tempo e criatividade para escolher um bom nome para o seu negócio. Veja algumas dicas para chegar no nome ideal!

1 – Resgate a missão e visão do seu negócio

A primeira dica é compreender com profundidade a atuação da empresa e a proposta de valor frente aos seus consumidores. Por isso, um excelente ponto de partida é começar resgatando a missão, ou seja, a razão de existir da organização e a visão, responsável por guiar a companhia até o alcance de seus objetivos finais.

2 – Diferenciar-se da concorrência

Diferenciar-se da concorrência e definir valores claros são fatores-chave no processo de escolha do nome de uma empresa. Nesse sentido, é importante observar que algumas características do seu negócio podem servir de inspiração no nome. Essa mesma dica vale para a definição da identidade visual, da cultura organizacional e da comunicação de modo geral.

Avalie incluir de forma explícita o segmento de atuação, o nome do local em que a empresa está situada, o perfil dos clientes, a representação do serviço, a união de palavras complementares que ajudem a demonstrar a atividade fim ou, ainda, termos completamente inovadores.

3 – Opte por nomes curtos, diretos e fáceis de pronunciar

Seguir essa dica é essencial para garantir que o nome seja mais facilmente memorizado pelo público. Além disso, facilita o desenvolvimento de uma identidade visual agradável e, ao mesmo tempo, marcante. Caso adote um nome extenso, avalie o uso de siglas para simplificar.

4 – Faça benchmarking e brainstorming

Pesquisar a concorrência é uma prática bastante comum para a escolha do nome da empresa, pois evita duplicidades, permite analisar a identidade visual adotada e auxilia no processo criativo.

O brainstorming, por sua vez, é outra ótima maneira. Sendo assim, reúna-se com um grupo de pessoas, relembre os objetivos da marca e estimule-as a compartilhar diversos nomes aleatoriamente e sem qualquer tipo de restrição.

Ao final, faça filtros com as melhores sugestões e, caso ainda não tenham identificado uma opção que realmente agrade, reagende uma nova data para repetir essa técnica com a equipe.

5 – Certifique-se que o nome está liberado para registro

Pronto, concluídas as etapas mencionadas acima e definido o nome da empresa, o próximo passo é se certificar de que a nomenclatura está à disposição para registro de marca.

E então, deu certo?

Solicite a consulta gratuita inicial para a sua marca e garanta toda a assistência necessária durante o procedimento de registro de marca. A Direção torna o processo ainda mais prático, rápido e seguro! Entre em contato conosco agora!

Por Leila Moreti

Jornalista e redatora de conteúdo na Direção Marcas e Patentes